novembro, 2009

30

nov

Personagem: Geraldo C̩sar Bassoli Cezare (Geraldo Bassoli) Рfalecimento

Faleceu neste 30 de novembro, após não resistir às complicações causadas por um câncer linfático adquirido há cerca de dois anos, o advogado Geraldo César Bassoli Cezare, de 77 anos. Político conhecido em todo o estado por suas atuações em governos campineiros e estadual.

Bassoli entrou para a vida pública como secretário-chefe de Gabinete na gestão de Orestes Quércia (PMDB) à frente da Prefeitura de Campinas. Entre 1977 e 1982, foi vereador e assumiu, de 1979 a 1981, a Presidência do Legislativo campineiro.

Depois, na primeira gestão do ex-prefeito Francisco Amaral (PMDB), voltou ao cargo de secretário-chefe de Gabinete e também assumiu a Presidência da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas).

Na última Administração de Chico, entre 1997 e 2000, Bassoli foi secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura. Na esfera estadual, o advogado foi secretário de Habitação do ex-governador Luis Antônio Fleury Filho (ex-PMDB, atualmente no PTB).

Viúvo de Tereza Bassoli, que morreu há dois anos, Bassoli vinha lutando contra o câncer, mas há cerca de quatro meses teve uma recaída. Daí em diante, seu estado de saúde só piorou. Dez dias antes de morrer, o advogado sofreu uma queda e foi hospitalizado. Durante uma tomografia, os médicos detectaram que o câncer, localizado na região da bexiga, havia se alastrado e atingido o cérebro.

Diversas coroas de flores com homenagens, entre elas do Guarani Futebol Clube, cujo quadro de sócios-fundadores constava o advogado, e da CPFL Energia, onde também começou como guardinha e chegou à presidência.

O enterro aconteceu às 16hs. no Cemitério da Saudade.

29

nov

Personagem: S̩rgio Abdalla РFalecimento

O ex-presidente da Ponte Preta, Sérgio José Abdalla, morreu sexta-feira, neste 27 de novembro à noite, em sua casa, vítima de um enfarte. “Ele havia assistido ao jogo da Ponte (contra o Duque de Caxias pela última rodada da Série B), jantou e estava tranquilo quando foi se deitar e pediu para a empregada ligar a TV. Pouco depois o encontramos sem vida. Ele se foi tranquilamente e levou com ele sua maior paixão, além da família: a Ponte Preta”, contou o irmão Cláudio Abdalla.

Sérgio Abdalla tinha 77 anos e o enterro aconteceu neste 28 de novembro, no Cemitério da Saudade.

Sérgio Abdalla foi presidente da Ponte Preta de 1969 a 1974 e sua maior realização foi a conquista do título de 1969 que conduziu a Macaca à elite do futebol paulista. No ano seguinte, a Ponte surpreendeu e chegou ao vice-campeonato estadual.

Abaixo dados retirados do livro de Sérgio Rossi; livro que conta a história da Ponte e ainda o momento mágico vivido em 1969.






28

nov

Personagem: Thomaz Perina – falecimento

 
Natural de Campinas, nascido em 1921.
 
Autodidata, atua como pintor, desenhista, professor, cenógrafo, figurinista e decorador ao longo dos anos.
 
Entre 1944 e 1964 deu aulas de pintura e desenho em seu ateliê e na Escola de Desenho e Tecnologia de Campinas. Participa da formação do Grupo Vanguarda em 1958, bem como do Museu de Arte Contemporânea de Campinas em 1965.
 
Entre 1961 e 1975, participou do Grupo Hoje. Foi responsável pela ornamentação arquitetônica do Centro de Convivência Cultural de Campinas.
 
Participou de importantes mostras por todo o Brasil, como no III Salão de Belas Artes de Campinas (1945), Salão Paulista de Belas Artes (1952) e Salão de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1960), sendo premiado várias vezes.
 
Importante figura ligada ao cenário e vida cultural de Campinas onde vive e trabalha ainda hoje na Vila Industrial – bairro operário da cidade, criado no final do século XIX, às margens da ferrovia. Sua constante produção pode ser vista em espaços públicos e culturais, retrospectivas e mostras em que é convidado.

 
Acima capa do livro, dedicado à sua pessoa.
 
 
O artista morreu às 2:00hs deste 28 novembro, no Hospital Vera Cruz e foi enterrado às 17hs. no, mesmo dia, Cemitério da Saudade. Abaixo fotos do velório.

http://www.youtube.com/get_player

 

28

nov

Curiosidades: Complexo Viário Joá Penteado (Joaquim Gabriel Penteado – fundador da fábrica de fogões Dako)

Os dois túneis que integram o Complexo Joá Penteado foram idealizados há 26 anos, na primeira gestão do prefeito José Roberto Magalhães Teixeira, ocorrida entre 1983 e 1988, com um custo estimado em US$ 81 milhões. Foram gastos na obra US$ 70 milhões e apenas um túnel (Túnel 1) foi concluído. Por 16 anos, a intervenção viária ficou parada.

O Túnel 2 do Complexo Viário Joá Penteado é inaugurado neste 28 de novembro.

O Túnel 2 liga a região central à Vila Industrial com todas as pistas no sentido Centro-bairro. As entradas vão ser pelas avenida Lix da Cunha e rua Benjamin Constant e os veículos vão desembocar na Avenida Ruy de Almeida Barbosa.

O Túnel 1 será utilizado no sentido bairro-Centro, com entrada pela avenida Ruy de Almeida Barbosa e duas saídas — uma que acessa a avenida Lix da Cunha e a rua Dr. Ricardo e a outra que desemboca nas avenidas Campos Salles e Andrade Neves.

Acima foto de Joaquim Gabriel Penteado (Joá Penteado) quando jovem.

Abaixo o endereço da empresa do mesmo.

http://www.dako.com.br/index.asp

27

nov

Efem̩ride: 27 de Novembro РD. Pedro II em Campinas; Numera̤̣o de Casas e Inaugura̤̣o do Monumento ao Caf̩