outubro, 2009

31

out

Personagem: Theodoro Langaard

Theodoro Langaard era médico dinamarquês – natural de Copenhagen (onde nascera em 1813), radicado no Brasil, e onde fizera seus estudos universitários e médicos. Clinicou primeiro em Campinas e depois na capital do Império (Rio de Janeiro), onde faleceu a 31 outubro de 1883.

No Brasil, os primeiros dicionários de medicina editados são, na verdade, tratados de medicina popular, nos quais os tópicos se dispõem em ordem alfabética. Dentre eles tem-se o Diccionario de Medicina Domestica e Popular, de Theodoro Langaard. Tendo, este, publicado a 1ª edição de seu dicionário em 1865 e a 2ª em 1873.

É nome de rua no Bairro Bonfim; como se pode ver no mapa abaixo.

31

out

História Agradece: Centro de Ciências, Letras e Artes – Aniversário de 108 de anos de existência

Como memorialista e preservasionista do patrimônio histórico de Campinas presto minha homenagem a esta instituição abnegada e que com parcos recursos consegue manter-se viva e ainda organizar eventos e outros; assim como manter museus de grandes personagens da história de Campinas. Parabéns CCLA pelo aniversário.



31

out

Personagem: Kohdo Tanaka no Instituto Cultural Nipo Brasileiro de Campinas

30

out

Personagem: Almir Reis

Neste 30 de outubro data de seu aniversário; faço aqui minha homenagem a este personagem que dentro de sua área de atuação colabora com a história de Campinas.
O apresentador Almir Reis começou sua carreira como escritor em 1960, aos 17 anos, escrevendo no Suplemento Juvenil do jornal Diário do Povo. Neste mesmo ano, publicou o livro “Tipo Louco – Folhas Verdes”, um best seller nacional, causando muita polêmica na época pelos temas abordados na época: sexo, drogas e rock n’roll.

Foi eleito “Príncipe dos Poetas de Campinas”, título outorgado pelo “Príncipe dos Poetas brasileiro”, de Guilherme de Almeida.

Conhece o mecenas e empresário italiano Giampaolo Lomi, que o levou para Itália a fim de aprimorar sua cultura e introduzí-lo no mundo das artes. Em Milão, ganhou o concurso de poesia “Copa Cittá de Legnago”, em 18 de maio de 1963. Esse concurso era destinado a poetas estrangeiros radicados na Itália. Foram longos anos dedicando-se à literatura, música e arte.

De volta ao Brasil, vai radicar-se no Rio de Janeiro, onde possuía uma galeria de arte e colaborava com diversos jornais e revistas da época. Após alguns anos, em São Paulo, dedica-se ao teatro e literatura ao lado de grandes poetas e escritores da geração dos anos 70.

Em 1979, regressa a Campinas, onde é convidado pelo Jornal da Cidade para iniciar sua carreira como colunista social. Permanece neste cargo por 8 anos consecutivos. Em seguida, é convidado pelo grupo O Estado de São Paulo para assumir a coluna social do Jornal de Domingo, permanecendo por mais 10 anos.

Paralelamente, ingressa na Secretaria de Cultura de Campinas, onde ocupa atualmente o cargo de supervisor das galerias de arte do Centro de Convivência de Campinas. Na mesma época, inicia um programa de entrevistas e entretenimento na rádio Cultura FM com grande sucesso até os dias de hoje, e também sua carreira como apresentador de TV na Thathi – Manchete, passando em seguida pela CNT regional.

Neste outubro de 2009, prova mais uma vez o sucesso com o Programa Casual com Almir Reis, no canal 8 da Net Campinas, assina a Coluna Social do Jornal Correio Popular além do programa regional da TVB “Prós e contras”.

29

out

Curiosidades: Cine Paradiso – O fim dos cinemas isolados no Centro de Campinas

No dia 30 de novembro de 2009 0 jornal Correio Popular publicava o fim dos cinemas isolados no Centro de Campinas.

A publicação dizia da possibilidade de o cinema abrir suas portas em outra região no futuro.