abril, 2009

30

abr

Memória Fotográfica: Matriz da Catedral

Bela imagem do centro, isto em junho de 1976. Imagem retirada da hemeroteca de Edmo Goulart.

29

abr

Ontem e Hoje: Escola Modelo

Um flagrante do cotidiano em 1900 na esquina das ruas Marechal Deodoro e Sacramento.

Note algo interessante; as palmeiras ao fundo da foto, o quanto cresceram durante todas as décadas que separam as fotos. E também o lampião que iluminava a frente da casa do Dr. Ricardo (Ricardo Glumbeton Daunt).

E o mesmo local em 2009.

27

abr

Personagem: Carlos de Campos

Na data de aniversário de seu falecimento; publico aqui uma homenagem à este campineiro.



Abaixo a foto de sua esposa.


Sua cidade natal fez uma homenagem, dando nome a uma avenida.

27

abr

Personagem: C̩sar D'Ottaviano Рfalecimento

Faço aqui uma homenagem no dia de seu falecimento.


César D’Ottaviano quando do ensaio da apresentação.



25

abr

História Agradece: Centro de Memória da UNICAMP (CMU)

Sem dúvida um dos grandes centros brasileiro de preservação da memória histórica.


Convido a acessar o endereço:

Contém documentos de diferentes gêneros (textuais, micrográficos, fonográficos e cartográficos) de grande interesse histórico.

Onde se encontram registros que possibilitam retraçar as transformações ocorridas, sobretudo na região de Campinas, desde o período de cultivo da cana e produção de açúcar, do café, até a industrialização, documentando períodos, eventos e movimentos da história brasileira como a Abolição, a República e o Estado Novo e outros.

Além de ricas informações sobre escravidão e imigração. São cerca de 80.000 processos, 1.800 rolos de microfilmes, 280 microfichas, além de 900 livros de registros e 90 fitas cassetes, que datam do século XVIII ao XX, acondicionados em estantes deslizantes que ocupam aproximadamente 70 m2.

RELATO

Um exemplo de excelência de qualidade, relato aqui. Ao longo de minha vida sempre ouvi falar pelos meus antigos e falecidos parentes da tragédia que abateu sobre a minha família materna. Localizei em pesquisa pela Internet e tive em mãos o processo de assassinato de meu avô materno ocorrido em 26 de outubro de 1928, o mesmo estava no CMU .

Todo o processo original devidamente arquivado, onde pude tomar ciência da forma em que o mesmo foi assassinado e inclusive sua vestimenta no dia do ocorrido. Algo emocionante.

Muitas fotos deste blog são de propriedade do CMU; eu e a história de Campinas ficamos agradecidos por ter esta primazia em divulgá-las e aqui fica o agradecimento a este importante órgão de preservação da história;o CMU.