Associa̤̣o Yamaguishi РJaguari̼na/SP

Já há algum tempo estávamos querendo falar sobre a produção de orgânicos no Brasil e chegou a hora: nossa equipe foi bater palmas na porta de uma propriedade em Jaguariúna, que só produz orgânicos. São 26 produtores que trabalham unidos na Yamaguishi – Associação Felicidade. O movimento foi lançado no Japão por um agricultor chamado Miyozo Yamaguishi, a idéia e o plano de realização era de uma sociedade ideal. Essa Sociedade tem como base a harmonia da Natureza com a ação humana.

 

 
São mais de 60 produtos orgânicos

São mais de 60 produtos orgânicos

 

Os produtores dessa “unidade de Jaguariúna”, digamos assim, são conhecidos desde a época em que freqüentavam a mesma universidade. Unidos pelos mesmos ideais, resolveram começar os trabalhos de produção de um tipo de agricultura que não usasse agrotóxicos e fertilizantes químicos. No caso do nosso entrevistado Romeu Leite, diretor da Associação de Agricultura Natural de Campinas e presidente da Câmara Temática Nacional de Agricultura Orgânica, a história é bem pessoal: Romeu trabalhava com o pai que era produtor rural e nos disse que quando o pai precisou de financiamento, naquela época, o financiamento só era liberado se os “pacotes” que continham esses produtos químicos fossem adquiridos também.

 

Clique aqui e confira mais fotos da gravação.

Romeu Leite e a equipe do Caminhos da Roça

Romeu Leite e a equipe do Caminhos

 

Com o passar do tempo Romeu percebeu que apesar de combater as pragas e doenças nas lavouras, a terra também foi sendo atingida e prejudicada, ficando cada vez mais pobre. Demorou muito para que a propriedade começasse a ser recuperada e Romeu não queria repetir os mesmo erros. Sua idéia sempre foi cuidar e proteger a terra como algo vivo e retirar dela o necessário sem causar danos. Lá eles trabalham com um sistema integrado entre a produção animal e vegetal, por exemplo: eles têm uma produção de ovos e galinhas caipira. O desejo dos animais vai para a compostagem e depois disso, usado como adubo.

 

Fernanda Mitzakoff pronta para gravar as cabeças

Fernanda Mitzakoff pronta para gravar as cabeças

Outros exemplos: para conseguir manter a umidade do solo mais alta, eles barram o vento como uma ”cerca” viva, isso também diminui a quantidade de água, de uma fonte natural que existe dentro da propriedade, usada nas lavouras. Para conseguir afastar insetos que podem ser predadores das culturas que eles têm por lá (e são mais de 60 produtos!) são plantadas estrategicamente algumas árvores de origem indiana, camadas ‘Neem’, que são usadas como ‘inseticidas naturais’. Essas árvores têm uma substância chamada ‘zactina’, que repele principalmente o ácaro e já é muito usada em várias propriedades. Mais uma atitude ecológica e organicamente correta que só traz vantagens! Romeu falou ainda das pesquisas que estão sendo feitas por universidades voltadas para a agricultura orgânica, sobre a cooperação e troca de experiências entre os produtores, sobre como caminha a produção orgânica no Brasil, quais são as projeções para o futuro e como uma ação conjunta entre vários Ministério do Governo poderá atuar em benefício do setor. Enfim outra ótima entrevista que tivemos o prazer de realizar para mostrar pra você que sempre nos acompanha! Bom Caminhos, minha gente!!!

 

 

Deixe um comentário