Arquivo da categoria ‘HIGIENE’

O banho do bebê

15/07/13

‚ÄĒDoutor, eu morro de medo de afogar minha filha quando dou banho nela.
Todos os pediatras já ouviram esta frase centenas de vezes. Às vezes do pai, às vezes da mãe.
Muitos pais, marinheiros de primeira viagem, sentem-se inseguros quanto ao banho do beb√™ rec√©m-nascido. O beb√™ parece t√£o fr√°gil, mole e escorregadio, que d√° a impress√£o de que vai se afogar na primeira distra√ß√£o. Na verdade, dar banho no beb√™ n√£o √© t√£o dif√≠cil, mesmo quando n√£o h√° ajuda do marido ou da esposa. Ou dos pais e sogros. √Č perfeitamente poss√≠vel que uma pessoa sozinha d√™ banho no nen√™ com seguran√ßa. Sem afogamentos. E sem deixar sujeira no nen√™. √Č uma quest√£o de estabelecer uma rotina e ter bom senso.
Alguns conselhos podem ajudar:
*  Deixe tudo pronto antecipadamente: sabonete, toalha, fralda, roupa limpa.
*  Verifique se a água não está quente demais; isto você pode fazer colocando seu cotovelo na água enquanto segura o bebê e sentindo se está confortável.
*  Tire a roupa do bebê, deixe a fralda e envolva-o numa toalha.
*  Lave primeiro o rosto e a cabecinha do bebê. Não use sabonete no rosto, assim você estará seguro de estar lavando a cabeça e o rosto com água limpa.
*  Depois desembrulhe o bebê, retire a fralda e segure-o com seu braço esquerdo, que passa pelas costas do bebê, e prenda firmemente sua mão esquerda embaixo do bracinho esquerdo dele. Fazendo deste modo, a cabeça ficará apoiada no seu antebraço e o bebê se sentirá seguro.
*  Mergulhe-o delicadamente na água, deixando a cabeça para fora. Com sua mão direita você poderá banhá-lo com facilidade.
*  Retire o bebê da água e envolva-o com a toalha. Seque cuidadosamente todas as dobrinhas.
*  Seque bem o coto umbilical e deixe-o ao ar livre. Não use faixas nem curativos fechados.
*  Vista o bebê com roupas confortáveis, que não prendam seus braços ou pernas; o bebê gosta de movimentá-los.
Os cuidados com o beb√™ na hora do banho podem ser um trabalho chato e cansativo ou um inesquec√≠vel ato de m√ļtuo prazer. Depende s√≥ de voc√™!

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Vegetais e hemorroidas

07/01/13

Voc√™ sabia que uma alimenta√ß√£o equilibrada, variada, pobre em gorduras e a√ß√ļcares e rica em prote√≠nas e fibras vegetais pode prevenir v√°rias doen√ßas e at√© prolongar a vida? Pois √© verdade, do mesmo modo que uma alimenta√ß√£o desequilibrada, baseada em sandu√≠ches, salgadinhos e refrigerantes pode provocar diversas doen√ßas, algumas graves. Eu darei a voc√™ dois exemplos de doen√ßas que a m√° alimenta√ß√£o pode trazer. O primeiro exemplo: c√Ęncer do intestino grosso. Uma das formas mais graves e mais comuns de c√Ęncer hoje em dia, tanto em homens como mulheres, √© o c√Ęncer do c√≥lon ou do intestino grosso. N√£o se sabe exatamente o porqu√™ do aumento da incid√™ncia desse c√Ęncer, mas um dos motivos j√° detectado √© a alimenta√ß√£o pobre em celulose, isto √©, pobre em vegetais, como frutas, verduras e legumes. Outra causa poss√≠vel √© a alimenta√ß√£o √† base de enlatados, que cont√™m aditivos, corantes e conservantes qu√≠micos.
Segundo exemplo: hemorroidas. As hemorr√≥idas, ao contr√°rio do c√Ęncer do intestino grosso, n√£o matam, mas judiam um bocado. As hemorroidas s√£o varizes do √Ęnus e dependem em grande parte da alimenta√ß√£o errada para se desenvolver. Dependem tamb√©m da postura: quem vive muito sentado tem mais hemorroidas. Uma certa tend√™ncia para o aparecimento de hemorr√≥idas existe em certas fam√≠lias. Se uma pessoa tem tend√™ncia familiar para ter hemorroidas, trabalha sentada e come mal, provavelmente ter√° de fato hemorroidas ainda jovem. Se tem a tend√™ncia, mas tenta compensar com uma alimenta√ß√£o rica em vegetais, controle do peso e exerc√≠cios f√≠sicos, talvez fique livre ou ent√£o desenvolva uma forma mais leve da doen√ßa.
A melhor forma de se alimentar de modo a se evitar essas e outras doen√ßas √© comer de tudo um pouco, mas sem gordura de origem animal, com poucos condimentos e bastante vegetal ‚ÄĒ frutas, verduras e legumes.
S√≥ gosta dessa alimenta√ß√£o quem aprendeu desde pequeno, por isso procure ensinar seus filhos e netos a comer assim. N√£o os leve ao Mac Donald‚Äôs nem ao Pizza Hut com frequ√™ncia. Leve-os √† feira e ao supermercado para comprar vegetais desde pequenos. Fazendo isto voc√™ estar√° contribuindo para a boa sa√ļde deles no futuro.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Como prevenir as hemorroidas

02/01/13

De vez em quando a gente l√™ no jornal ou escuta na TV que uma pessoa importante do governo ou mesmo um artista famoso foi internado para ser operado de hemorroidas. Bem que eles tentam esconder essa informa√ß√£o dos jornalistas, mas geralmente n√£o conseguem e ficam constrangidos quando s√£o abordados pelos jornalistas e fot√≥grafos √† sa√≠da do hospital para responder √†s nem sempre brilhantes perguntas que lhes s√£o dirigidas: ‚ÄúSr. Ministro, o que o Sr. tem a dizer a respeito de suas hemorroidas?‚ÄĚ Ou ainda: ‚ÄúSr. Presidente, como o Sr. est√° se sentindo neste momento sem as suas hemorroidas?‚ÄĚ
Na verdade, hemorroidas, que s√£o veias dilatadas na regi√£o do √Ęnus, s√£o um mal frequent√≠ssimo que acomete cerca de 20 a 30% da popula√ß√£o adulta. √Äs vezes as hemorroidas aparecem tamb√©m em crian√ßas, principalmente as que t√™m intestino ressecado.
As hemorroidas provocam sangramento discreto no momento da evacua√ß√£o enquanto s√£o pequenas. Aquele sangue vivo que aparece s√≥ no papel higi√™nico ou em volta das fezes. Quando crescem, as hemorroidas podem sangrar mais e provocar dores. Nos casos mais s√©rios as hemorroidas saem para fora ‚Äď s√£o as hemorroidas externas ‚Äď causando maior desconforto.
As hemorroidas dependem muito da dieta, dos hábitos e da herança. As dietas pobres em verduras, frutas e legumes podem contribuir para o aparecimento de hemorróidas. Também o costume de ficar muitas horas do dia sentado ou agachado. A tendência familiar para ter hemorroidas existe e é conhecida há tempos pelos médicos.
Ao primeiro sinal de hemorroidas, e esse sinal quase sempre é o sangramento no papel higiênico, sem dor, você deve procurar um médico especialista, o proctologista, porque no início é possível tratar sem cirurgia. No entanto, as hemorroidas muito desenvolvidas, só com cirurgia.
Para prevenir o surgimento de hemorroidas, siga estes dois conselhos pr√°ticos: n√£o passe o dia sentado e coma mais vegetais – frutas, verduras e legumes. Se um dia voc√™ ficar famoso, precisar ser operado e tiver que responder √†s perguntas dos jornalistas √† sa√≠da do hospital, diga com firmeza: ‚ÄúMinhas hemorroidas eram de estima√ß√£o, mas acho que suportarei viver sem elas daqui por diante.‚ÄĚ
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Dando banho no bebê

09/10/12

‚ÄĒDoutor, eu morro de medo de afogar minha filha quando dou banho nela.
Todos os pediatras já ouviram esta frase centenas de vezes. Às vezes do pai, às vezes da mãe.
Muitos pais, marinheiros de primeira viagem, sentem-se inseguros quanto ao banho do beb√™ rec√©m-nascido. O beb√™ parece t√£o fr√°gil, mole e escorregadio, que d√° a impress√£o de que vai se afogar na primeira distra√ß√£o. Na verdade, dar banho no beb√™ n√£o √© t√£o dif√≠cil, mesmo quando n√£o h√° ajuda do marido ou da esposa. Ou dos pais e sogros. √Č perfeitamente poss√≠vel que uma pessoa sozinha d√™ banho no nen√™ com seguran√ßa. Sem afogamentos. E sem deixar sujeira no nen√™. √Č uma quest√£o de estabelecer uma rotina e ter bom senso.
Alguns conselhos podem ajudar:
*  Deixe tudo pronto antecipadamente: sabonete, toalha, fralda, roupa limpa.
*  Verifique se a água não está quente demais; isto você pode fazer colocando seu cotovelo na água enquanto segura o bebê e sentindo se está confortável.
*  Tire a roupa do bebê, deixe a fralda e envolva-o numa toalha.
*  Lave primeiro o rosto e a cabecinha do bebê. Não use sabonete no rosto, assim você estará seguro de estar lavando a cabeça e o rosto com água limpa.
*  Depois desembrulhe o bebê, retire a fralda e segure-o com seu braço esquerdo, que passa pelas costas do bebê, e prenda firmemente sua mão esquerda embaixo do bracinho esquerdo dele. Fazendo deste modo, a cabeça ficará apoiada no seu antebraço e o bebê se sentirá seguro.
*  Mergulhe-o delicadamente na água, deixando a cabeça para fora. Com sua mão direita você poderá banhá-lo com facilidade.
*  Retire o bebê da água e envolva-o com a toalha. Seque cuidadosamente todas as dobrinhas.
*  Seque bem o coto umbilical e deixe-o ao ar livre. Não use faixas nem curativos fechados.
*  Vista o bebê com roupas confortáveis, que não prendam seus braços ou pernas; o bebê gosta de movimentá-los.
Os cuidados com o beb√™ na hora do banho podem ser um trabalho chato e cansativo ou um inesquec√≠vel ato de m√ļtuo prazer. Depende s√≥ de voc√™!
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Trocando as fraldas do bebê

09/10/12

A troca de fraldas e a limpeza do bebê podem, no começo, oferecer dificuldades para os pais de seu primeiro bebê. Mas com calma tudo pode ser resolvido facilmente.
Como fazer na hora de trocar a fralda? Em primeiro lugar, deitar o bebê sobre uma fralda limpa, estendida sobre a cama ou o trocador. O local da troca tem que ser seguro para que o bebê não caia e se machuque. Se não houver um lugar apropriado, o bebê deve ser deitado no chão.
Retirada a fralda suja, ela deve ser deixada de lado, longe das mãozinhas curiosas e inocentes do bebê. O próximo passo é limpar delicadamente a área genital com algodão molhado em água morna, até retirar toda a sujeira (as fezes e o xixi). Nas meninas os movimentos de limpeza devem ser da frente para trás para evitar que os micróbios, que normalmente estão presentes nas fezes, possam atingir a vagina e a uretra. Depois de secar a região, deve-se colocar a fralda limpa, seja ela de pano ou descartável. Deve ser dada preferência às fitas adesivas para fechar a falda, mas se for o caso de se preferir alfinete de segurança, deve-se tomar todo o cuidado de proteger a pele do bebê com os dedos. Finalmente, a calça plástica. O uso de fralda descartável facilita muito a troca, uma vez que não é necessário usar fita, alfinete e calça plástica. Sem contar a economia de tempo, já que a lavagem das fraldas de pano toma muito tempo.
Após a troca, deve-se lavar as mãos.
Nas primeiras semanas após o parto parece que a mãe não faz outra coisa a não ser trocar fraldas. Esta fase, porém, passa logo e, à medida que o bebê vai crescendo, fica mais fácil trocar suas fraldas.
√Äs vezes a m√£e prefere fazer a troca antes da mamada; outras vezes depois, porque o beb√™ evacua com freq√ľ√™ncia enquanto mama. Seja como for, em muitas oportunidades o ritual da troca tem que ser feito duas, tr√™s e at√© mais vezes seguidas, o que requer abnega√ß√£o e paci√™ncia de quem troca as fraldas.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Limpeza das fraldas

09/10/12

Antigamente grande parte do trabalho da mãe no dia-a-dia com seu bebê era dedicado às trocas de fraldas e para a lavagem de uma montanha delas todos os dias. Os varais ficavam durante muitos meses enfeitados com fraldas dependuradas.
¬†Algumas d√©cadas atr√°s apareceram as faldas descart√°veis, que mudaram as vidas de milh√Ķes de m√£es e pais. Pela praticidade e pela higiene, as fraldas descart√°veis praticamente substitu√≠ram para sempre as fraldas de pano. No in√≠cio car√≠ssimas e quase inacess√≠veis para a maioria das fam√≠lias, as fraldas ficaram mais baratas e podem ser usadas hoje em dia por quase todos. Quase todos. Num pa√≠s pobre e com enormes desigualdades sociais como o nosso, as fraldas descart√°veis s√£o ainda inacess√≠veis para boa parte da popula√ß√£o. Para esta parte pobre do povo as fraldas de pano s√£o uma realidade presente, cotidiana, insubstitu√≠vel.
A limpeza das fraldas de pano é, por isso, um assunto muito importante. Dirijo-me diretamente às mães que precisam usar fraldas de pano, para lhes dar algumas dicas.
Logo que retirar a fralda do beb√™, remova as fezes e enx√°g√ľe em √°gua corrente, deixando a fralda de molho em um balde com √°gua e sab√£o neutro. Depois lave as fraldas acumuladas do dia. Evite o uso de alvejantes e amaciantes, prefira o sab√£o neutro, pois √© menos agressivo para a pele do beb√™.
√Č recomend√°vel ferver as fraldas com alguma freq√ľ√™ncia, em √°gua, sem sab√£o. Quando a crian√ßa estiver assada, coloque um pouco de vinagre na √ļltima √°gua de enx√°g√ľe das fraldas, pois isto evitar√° que a urina se torne mais agressiva para a pele j√° danificada.
Se apesar de estar fazendo uma higiene adequada e seguindo a dica do uso de vinagre na √ļltima √°gua de enx√°g√ľe das fraldas o beb√™ apresentar assadura, procure o posto de sa√ļde para receber orienta√ß√Ķes mais espec√≠ficas, como a indica√ß√£o de uma pomada. N√£o fa√ßa isto por conta pr√≥pria ou por recomenda√ß√£o de alguma amiga, pois nem todas as assaduras s√£o iguais e o rem√©dio que curou o beb√™ de sua vizinha pode n√£o ser bom para o seu.
Cuide bem da fralda de seu bebê.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

A higiene e a beleza

01/05/11

Você já viu, com certeza, uma pessoa extremamente suja, cheirando mal, com aparência horrorosa, cabelos imundos, sem dentes e com a roupa esfarrapada. Infelizmente, são muitas as pessoas assim em nosso pobre país e em outros países com desigualdades sociais muito grandes. Alguns desses miseráveis são mendigos. Outros são malucos. De qualquer modo, vivem uma vida sem qualquer dignidade. E sem higiene. Perambulam pelas ruas, dormem debaixo das marquises, procuram comida no lixo e misturam-se com os animais. São seres humanos como você e eu, mas não compartilham da mesma dignidade humana.
Você também já viu uma pessoa bem vestida, com todos os dentes branquinhos na boca, com os cabelos bem arrumados, limpa e perfumada.
Se voc√™ tivesse que escolher entre abra√ßar e beijar uma ou outra, qual delas voc√™ iria preferir? O miser√°vel imundo ou o outro? A beleza ou a fei√ļra? O sujo ou o limpo?
Estou absolutamente certo de que você escolheria instintivamente a pessoa limpa. Sabe por quê? Porque nossos olhos gostam do belo. Também nossos narizes e nossas mãos e bocas. Na sujeira não existe qualquer beleza.
Higiene √© isto: evitar a sujeira e procurar a limpeza. Isto se aprende desde pequeno em casa e na escola, com os pais e os professores. Lavar as m√£os antes de comer e depois de usar o banheiro, tomar banho, pentear os cabelos, escovar os dentes, trocar as roupas sujas por roupas lavadas, usar desodorante… tudo isto √© higiene e tem muito a ver com a sa√ļde e a beleza. Na sujeira est√£o os germes que transmitem doen√ßas. A higiene √© o contr√°rio disto: elimina os micr√≥bios e preserva a sa√ļde.
Voc√™ talvez esteja pensando: o pobre n√£o tem como ter boa higiene, s√≥ o rico. N√£o √© verdade. Algu√©m pode ser muito pobre e ter higiene, mas tamb√©m pode ser filho de um milion√°rio, mas sujo e doente. A pobreza n√£o √© irm√£ da falta de higiene, mas sim da ignor√Ęncia.
A higiene est√° ao alcance de todos e todo mundo gosta.
Além disso, feliz ou infelizmente, o mundo trata muito melhor aqueles que têm higiene.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Lavar as m√£os faz sentido

01/05/11

Faz mal comer com as m√£os sujas? Lavar as m√£os com √°gua e sabonete, antes das refei√ß√Ķes, tem algum valor pr√°tico ou √© apenas um costume sem sentido ensinado a n√≥s desde pequenos? Seria o ato de lavar as m√£os apenas um ritual desprovido de import√Ęncia m√©dica como tantos outros?
Na verdade, comer com as m√£os sujas n√£o √© bom por duas raz√Ķes principais:
Primeira raz√£o: a sujeira, com sua apar√™ncia e o seu cheiro desagrad√°veis, n√£o √© bela. Ou voc√™ √© capaz de ver alguma beleza no que √© sujo? As m√£os sujas incomodam √†queles que as veem durante as refei√ß√Ķes porque transmitem a ideia de falta de higiene pessoal, desleixo, pouco caso e pregui√ßa. Comer com as m√£os sujas causa uma profunda m√° impress√£o √†s pessoas civilizadas em qualquer cultura.
Segunda raz√£o: a sujeira tem microrganismos que voc√™ n√£o v√™, mas que est√£o l√° em grande n√ļmero e podem causar doen√ßas. S√£o os chamados micr√≥bios ‚ÄĒbact√©rias, fungos, v√≠rus e protozo√°rios ‚ÄĒ nomes complicados que traduzem o mesmo significado: s√£o seres vivos muit√≠ssimo pequenos que podem carregar doen√ßas at√© graves, como salmonelose, que causa diarreia, hepatite, verminoses v√°rias, e outras tantas doen√ßas.
Lavar as m√£os antes das refei√ß√Ķes e depois de usar o banheiro n√£o √© um costume sem sentido, mas um h√°bito que reflete higiene e sa√ļde. Tanto quanto beber √°gua filtrada, lavar as verduras e escolher o arroz.
√Č evidente que o ato de lavar as m√£os se aprende. Observe as crian√ßas pequenas como n√£o ligam para isso. Elas s√£o naturalmente sem higiene e t√™m que aprender a ser limpas durante muitos anos. Lavar as m√£os, como escovar os dentes e tomar banho s√£o coisas que se aprendem desde a inf√Ęncia. √Č, portanto, necess√°rio que todos os que lidam com crian√ßas tenham o cuidado de ensinar pacientemente os bons h√°bitos de higiene e sa√ļde, caso contr√°rio elas n√£o os aprender√£o.
Se você tem irmãos, filhos ou netos, dê o exemplo e mostre a eles como se faz. As crianças aprendem melhor pelo exemplo do que pelo falatório.
Lembre-se: higiene é coisa boa e bonita. E todo mundo gosta.

Visite meu site www.momentosaude.com.br