Arquivo da categoria ‘Meningite’

Meningite meningocócica

06/01/12

Não há quem não se assuste com certas palavras. Elas parecem ter um cheiro ruim, que todos sentem. Meningite é uma delas. Todos nós trememos um pouquinho quando a ouvimos pronunciada. Meningite traz a idéia de morte ou invalidez. Com absoluta certeza, mesmo sem saber direito o que é, ninguém quer ter meningite. Absolutamente ninguém!
Mas, afinal, o que vem a ser meningite?
Meningite é a inflamação das membranas que revestem o cérebro. Todos nós, ou pelo menos quase todos, temos dentro de nossas cabeças os nossos cérebros ou encéfalos. Alguns têm a chamada “cabeça-oca” ou “cabeça-de-vento”.
Nossos cérebros estão protegidos pelos ossos do crânio e também pelas meninges, que são membranas finas e delicadas que recobrem o cérebro, como um envelope de celofane.
Quando as meninges sofrem alguma agressão, como, por exemplo, uma infecção ou uma irritação decorrente de uma forte batida na cabeça, elas incham, comprimem o cérebro e provocam sintomas de dor na nuca, dor de cabeça e vômitos. Certas meningites são banais e saram sozinhas, como as meningites provocadas por vírus, como o vírus da gripe ou da caxumba. Outras, no entanto, especialmente aquelas causadas por bactérias, podem aleijar ou matar. Algumas das meningites bacterianas causam certas epidemias e matam centenas, às vezes milhares de pessoas.
No Brasil algumas regiões têm tido um aumento preocupante de casos de meningite meningocócica periodicamente, um dos piores tipos. Você deve ter lido sobre isto nos jornais ou visto na TV. Deve se lembrar também de epidemias recentes de meningite meningocócica no Brasil.
O governo está sempre às voltas com epidemias de meningite meningocócica e sempre cogita de fazer vacinações em alguns lugares, o que protege apenas parcialmente a população.
Mesmo alguém que é vacinado pode ter a tal meningite meningocócica.
Fique atento aos noticiários e pense na possibilidade de meningite se você encontrar alguém com dor de cabeça e vômitos. Na dúvida procure logo um serviço médico. Tratada logo no início, a meningite pode ser curada. Hoje já existem vacinas contra a meningite bacteriana muito eficazes. Aqueles que têm contato com os doentes podem ser protegidos da meningite meningocócica por meio de medicamentos tomados por via oral.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Meningite

20/03/11

Meningite significa inflamação das meninges, as membranas que envolvem o encéfalo (mais conhecido como cérebro) e a medula.
Existem várias causas para a meningite. Um vírus, uma bactéria ou mesmo intoxicação por drogas podem causar meningite. Mas, para cada faixa de idade, existe uma causa mais freqüente.
O importante não é saber os detalhes técnicos da meningite, mas os sintomas iniciais da doença, porque assim podem ser tomadas as providências necessárias a tempo.
Atenção para os sintomas da meningite: febre, dor de cabeça e vômito. Mas cuidado, pois febre, dor de cabeça e vômito aparecem também em inúmeras outras doenças de menor gravidade. Ninguém deve se apavorar frente a estes sintomas, mas prestar atenção a outros que podem indicar a maior gravidade do processo, quais sejam:
• Piora rápida. Em poucas horas o paciente fica bastante prostrado;
• Os vômitos costumam ser em jato;
• Não só a cabeça dói, como a nuca fica rígida, ou seja, o doente não consegue encostar o queixo no pescoço;
• Dependendo do tipo da meningite, podem aparecer manchas na pele.
Nem todas as meningites são graves ou deixam seqüelas. A meningite viral, por exemplo, costuma ter boa evolução.
E as vacinas? Existe vacina contra meningite?
Sim. Existe vacina para alguns tipos de meningite. Aqueles causados por certos tipos de bactérias.
As vacinas ajudam, mas não resolvem todos os problemas.
Os técnicos da saúde sabem, por exemplo, o tipo de bactéria mais comum causadora de meningite em crianças abaixo de cinco anos. Por isso, em países como os Estados Unidos, as crianças são vacinadas de rotina contra esta bactéria. Há vacinas para outros tipos de meningite, mas são usadas apenas quando há risco de uma epidemia e o efeito de proteção dura apenas um ano.
Os casos de meningite aumentam no inverno, pois com o frio as pessoas tendem a se aglomerar em locais fechados.
Fique, portanto, atento e sempre que necessário, ou em dúvida, procure um posto de saúde ou seu médico.
Lembre-se: Nem toda febre, dor de cabeça e vômito significam meningite, mas diante desses sintomas, fique de olho. Meningite tem cura.
Visite meu site www.momentosaude.com.br