Arquivo da categoria ‘Dor de cabeça’

Como tratar a enxaqueca

04/02/13

Existem diversos tipos de dor de cabeça e quase todo mundo já experimentou um deles. Pode ser aquela dorzinha depois de uma noite mal dormida, ou aquele peso depois de um exagero na bebida, ou ainda aquela dor nos olhos depois de ler muito ou de dirigir à noite. Também o jejum prolongado, a miopia, os ruídos muito altos, a postura errada, o estresse e certos medicamentos podem associar-se à dor de cabeça.
No entanto, existe um tipo especialmente desagradável de dor de cabeça chamado de enxaqueca. Trata-se de uma dor forte que atinge só a metade da cabeça – é a chamada dor hemicraniana, isto é, na metade do crânio. A dor chega a ser fortíssima e geralmente é acompanhada de vômitos ou náuseas, perturbação visual, tontura, formigamentos e depressão. Algumas pessoas sofrem crises tão fortes que ficam completamente incapacitadas durante horas ou mesmo vários dias. Elas precisam ficar num quarto escuro e silencioso, além de ingerir comprimidos e tomar injeções para aliviar seu enorme sofrimento físico e emocional.
A enxaqueca é uma doença comum e que acomete mais de 5% das pessoas do planeta, crianças ou adultos, homens ou mulheres. Um número crescente de crianças tem sido diagnosticada com enxaqueca nos últimos anos.
A enxaqueca pode ser causada por um distúrbio neurológico ou da circulação. Pode também ser provocada por excesso alimentar, tensão emocional, medicamentos e abuso do álcool. Às vezes, infelizmente, a enxaqueca surge do nada, sem qualquer motivo, sem aviso prévio.
Não existe apenas uma forma de enxaqueca, mas diversas. Por isso é importante que um especialista trate de quem tem enxaqueca. Esse especialista é o neurologista.
Depois de alguns exames, o neurologista pode esclarecer o diagnóstico e iniciar o tratamento, que inclui remédios, dieta e mudança de hábitos.
A enxaqueca pode ser prevenida, curada ou, pelo menos, ficar bastante reduzida com um tratamento correto.
Quem tem enxaqueca, além de sofrer, perde muitos dias de trabalho durante o ano e, às vezes, até seu emprego. É muito ruim.
Se você padece desse mal ou conhece alguém que sofre de enxaqueca, guarde este conselho: vá ao neurologista.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Enxaqueca não é castigo

04/02/13

Certas doenças atingem todas as pessoas pelo menos uma vez na vida. Gripe, resfriado, dor de garganta, diarréia e dor de cabeça são algumas dessas doenças das quais praticamente ninguém escapa. Outras doenças, menos democráticas, acometem somente certos grupos de pessoas. Exemplos: gonorréia, AIDS tuberculose e câncer.
Uma doença que faz sofrer pelo menos 5% da espécie humana é a enxaqueca. Certamente você já ouviu este nome antes e deve guardar uma impressão ruim associada a ele. Enxaqueca lembra dor, sofrimento, mau humor e falta ao trabalho.
Enxaqueca é uma doença muito desagradável que provoca um conjunto de sintomas que vêm, às vezes, todos juntos; outras vezes só alguns aparecem. São eles: Dor de cabeça forte latejante, em pontada ou em peso em metade da cabeça, do lado esquerdo ou do lado direito. Esta dor de cabeça muito forte é em geral acompanhada de ânsia de vômito, dificuldade para enxergar com o olho do mesmo lado da dor de cabeça, tontura, irritabilidade, falta de apetite e até mesmo dificuldade para falar ou para andar. O quadro pode durar horas ou até dias e causa sérios problemas para quem precisa estudar e trabalhar. Muitos já foram despedidos injustamente por faltarem ao trabalho periodicamente durante suas crises de enxaqueca.
A enxaqueca pode vir uma única vez na vida em algumas pessoas ou pode vir freqüentemente em outras.
A enxaqueca pode surgir depois de excessos alimentares, ingestão exagerada de álcool, por mudança rápida do clima, por tensão emocional, pela presença de um cheiro forte de cigarro, perfume ou fumaça. Às vezes a crise de enxaqueca vem do nada, sem qualquer motivo aparente.
Não existe somente um tipo de enxaqueca e não é muito fácil de se chegar ao diagnóstico correto. O profissional mais bem treinado para cuidar de pacientes com enxaqueca é o médico neurologista. Muitas formas de enxaqueca têm cura hoje em dia. Outras não saram, mas têm um controle muito bom com os medicamentos modernos.
Enxaqueca não é castigo, nem praga nem encosto. É uma doença neurológica que tem tratamento e pode sarar. Se você padece deste mal, procure um neurologista.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Meninges e meningite

28/09/11

Se você um dia desses tiver a oportunidade de serrar alguém pelo meio, de cima para baixo, do topo da cabeça até a bacia, terá a oportunidade de observar um pouco da anatomia humana. Ficará espantado com a assimetria do corpo humano e com a quantidade de órgãos diferentes que o corpo humano possui. Vai verificar, por exemplo, que o cérebro, que nós médicos preferimos chamar de encéfalo, está bem protegido dentro de uma caixa de osso — o crânio. Por cima do crânio, o couro cabeludo e, naturalmente, os cabelos. Por baixo do crânio, revestindo o cérebro, você observará umas membranas finas e delicadas chamadas meninges. Essas membranas revestem todo o cérebro e toda a medula que está dentro da coluna vertebral. As meninges são uma espécie de embalagem protetora do tecido nervoso, que é um tecido extremamente nobre.
Assim que você completar sua dissecção, estará apto a entender o que é meningite. Meningite é a inflamação daquelas membranas que revestem o cérebro, dentro do crânio. Elas ficam inchadas e podem comprimir o cérebro que envolvem. Nada mais do que isso.
Se você lê jornais e revistas ou vê televisão sabe que, vira e mexe, estamos tendo algum surto de meningite, especialmente nas grandes cidades. Nas grandes epidemias, milhares de pessoas morrem de meningite.
Existem muitas causas diferentes de meningite, desde a meningite traumática, provocada por uma batida forte na cabeça, até a meningite meningocócica, essa que mata e que está por aí. Felizmente, a maior parte dos casos de meningite que enfrentamos é a meningite viral, uma espécie de gripe que promove a inflamação temporária e benigna das meninges.
A principal forma de apresentação das meningites é a combinação de dor de cabeça e vômitos. É claro que outras coisas podem acontecer, como o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo, febre, convulsões, rigidez do pescoço e outras, mas dor de cabeça e vômitos estão presentes com grande freqüência.
O tema é complexo e grave. Por ora basta saber que o cérebro e a medula são revestidos pelas meninges e que à sua inflamação se dá o nome de meningite.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Dor de cabeça. A quem recorrer?

21/04/11

Estou certo de que você já teve dor de cabeça pelo menos uma vez na vida, ou que conhece alguém que sofre dela de vez em quando. Talvez você já tenha experimentado uma senhora dor de cabeça alguma vez.
Estou certo também de que você já ouviu dizer várias vezes que quem sofre de dor de cabeça deve procurar um oculista, porque deve estar precisando de óculos. Preste atenção ao que vou ensinar hoje e entenda por que você não deve ir ao oculista por causa de dor de cabeça.
A dor de cabeça pode ser causada por razões muito diferentes. Por exemplo: pressão alta, epilepsia, nervosismo, jejum prolongado, cansaço, tumor no cérebro, meningite, falta de óculos e várias outras. Cada causa exige um tratamento diferente e tem uma gravidade própria. É evidente que uma gripe será tratada de modo diferente de um tumor cerebral. Para a gripe, aspirina, para o tumor, cirurgia.
O correto nem sempre é possível, mas deve ser ensinado assim mesmo. A pessoa que tem dor de cabeça deve, sempre que possível, procurar um médico neurologista em primeiro lugar. Ele é o especialista mais treinado para fazer o diagnóstico preciso da causa da dor de cabeça. Ele também é a pessoa mais qualificada para tratar a maioria dos casos de dor de cabeça. O neurologista pode diagnosticar com precisão a maioria dos casos de dor de cabeça no consultório, pela história e pelo exame físico do paciente. Em alguns casos ele precisará pedir radiografias, eletroencefalograma ou outros exames para chegar ao diagnóstico correto. Um número muito pequeno de pessoas tem dor de cabeça por um problema nos olhos, como a miopia ou o astigmatismo. Estas pessoas são encaminhadas ao oculista pelo neurologista no momento oportuno, depois de afastadas as causas neurológicas da dor de cabeça.
Se você mesmo sofre de dor de cabeça ou convive com alguém que vive se queixando, procure ou indique um médico neurologista. Isto é fazer a coisa certa. Não dê ouvidos a curiosos nem aos balconistas de farmácias.
Lembre-se: A dor de cabeça deve ser tratada por médico neurologista em primeiro lugar.

Visite minha página www.momentosaude.com.br

Quando a cabeça dói

21/04/11

Cefaléia. Você sabe o que quer dizer cefaléia? Quer dizer simplesmente dor de cabeça. Cefaléia é a palavra que nós médicos usamos para dor de cabeça. Dor de cabeça ou cefaléia, para quem padece dela, tanto faz o nome, dói do mesmo jeito. E muito!
Quem nunca teve dor de cabeça? Certamente pouquíssimas pessoas. A grande maioria de nós já teve uma ou várias crises de dor de cabeça, o que é muito desagradável, principalmente quando não passa logo. Ter dor de cabeça forte e duradoura é uma das piores experiências que alguém pode ter.
Você sabe quais são as causas de dor de cabeça? São muitas. Vou dar só alguns exemplos para não aborrecê-lo: Pressão alta, enxaqueca, tensão emocional, meningite, hemorragia cerebral, gripe, doenças dos olhos, sinusite, tumor cerebral, tensão pré-menstrual… Como se percebe, claramente, as dores de cabeça podem ser causadas por problemas simples e passageiros ou graves e de longa duração. As causas vão desde uma briga com o namorado até um câncer no cérebro.
O que fazer quando surge a dor de cabeça?
Em primeiro lugar, tomar um medicamento comum para dor, desses analgésicos que estão em casa na gaveta dos remédios, e descansar um pouco. Geralmente isso resolve o problema. E se não resolver? Aí é melhor procurar um médico e, se for possível, o maior entendido em dor de cabeça, que é o médico neurologista. Talvez você tenha pensado que eu diria oculista ou oftalmologista. Pois é, muita gente faz essa confusão e pensa que a dor de cabeça deve ser inicialmente investigada pelo oculista. Mas não é. E muito menos o farmacêutico ou o balconista de farmácia, que geralmente vendem o mais caro, o mais tóxico e o que resolve menos.
Uma dor de cabeça pode não ser nada, mas também pode matar. Por isso, a pesquisa da causa da dor de cabeça e o tratamento correto devem ser feitos pelo médico neurologista. Se ele achar melhor, depois dos primeiros exames, encaminhar o paciente a outro especialista, muito bem. De qualquer modo, é ele, o neurologista, o mais qualificado para tomar esta decisão.

Visite minha página www.momentosaude.com.br

Dor de cabeça

13/03/11

Quando se fala em dor de cabeça, logo se imagina um adulto sofrendo de incômodas dores de cabeça. Afinal, quem nunca teve uma dor de cabeça? Ocorre que a dor de cabeça também acomete crianças e é mais comum nelas do que se pensava antigamente.
Dor de cabeça em criança ocorre associada a infecções, alergias, traumas, problemas de vista ou a doenças mais graves com aumento da pressão dentro do crânio, como nos tumores cerebrais, que não são raros na infância. Crianças podem, também, ter dores de cabeça relacionadas com problemas de ansiedade e depressão.
Crianças podem ter enxaqueca? A resposta é sim. Enxaqueca é relativamente comum na infância e na adolescência, em especial quando há casos de enxaqueca em outros membros da família.
Dores de cabeça em crianças podem ser causadas pela febre resultante de uma variedade de doenças provocadas por vírus, sendo o vírus da gripe o mais comum. Mas também catapora, sarampo, hepatite, rubéola, caxumba e outros.
Sinusite é outra doença causadora de dor de cabeça em crianças, mas em geral acomete crianças acima de sete anos de idade.
Problemas de visão são outro motivo para dor de cabeça. Estes problemas nem sempre são percebidos pelos pais, por isso é importante levar as crianças ao oculista para consultas de rotina, mesmo que não haja qualquer queixa. O oculista ou oftalmologista pode saber se há problemas de visão até num recém-nascido.
Ansiedade e depressão são cada vez mais comuns em nosso meio. A criança tende a repetir o comportamento familiar e desenvolve queixas semelhantes às que ela ouve em casa, para chamar a atenção. Dor de cabeça pode ser um sinal de que a criança precisa de ajuda no plano emocional.
Sinusite, alergias, enxaqueca, infecções e febre são algumas das causas de dor de cabeça nas crianças. As causas são variadas, por isso quando a dor de cabeça for uma queixa freqüente ou importante, procure ajuda médica.
Preste atenção às dores de cabeça dos seus filhos, mas não se desespere, pois eles ainda vão dar-lhe muita dor de cabeça e você vai ter saudades de algumas delas no futuro.

Visite a minha página www.momentosaude.com.br