Arquivo da categoria ‘Desmaio’

Desmaios e desmaiados

10/04/11

Airton Senna foi o mais famoso piloto que o Brasil já teve. Foi a alegria de milhões de brasileiros aos domingos. Ídolo no Brasil, no Japão e em todo o mundo. Quando ele sofreu aquele acidente em Ímola, na Itália, foi levado de helicóptero ainda com vida para um hospital, mas não resistiu e morreu logo depois. Seu corpo veio para o Brasil para ser velado e ele foi enterrado no cemitério do Morumbi, em São Paulo, onde seu túmulo recebe milhares de fãs de todo o mundo até hoje. Depois de seu velório os jornais noticiaram que vários de seus fãs, jovens em sua maioria, desmaiaram diante de seu caixão e que foram socorridos pelos médicos de plantão no local. Uma vez atendidos, depois de alguns minutos, todos, sem exceção, se recuperaram e retornaram para suas casas, ou continuaram a velar o corpo de seu maior ídolo sem qualquer problema. Ninguém morreu, embora muitos desmaios tenham ocorrido.
De vez em quando, nas muitas filas do INAMPS, SUS e bancos alguém desmaia. Às vezes morre e aí sai na televisão. Geralmente é uma pessoa idosa.
Esses dois exemplos extremos mostram que os chamados desmaios são provocados por causas diferentes e têm desfechos diferentes. Só um médico é capaz de fazer o diagnóstico correto da causa de um desmaio. Os tratamentos caseiros e as interferências de curiosos não ajudam. As pessoas que por qualquer motivo desmaiam devem ser transportadas para um serviço de emergências, como um pronto-socorro. De preferência, a pessoa deve ser transportada deitada de lado com a boca e o nariz sem impedimentos para a respiração.
Muitas são as causas de um desmaio: Infarto do miocárdio, convulsão, crise nervosa, queda do açúcar no sangue, queda de pressão, uma forte emoção, etc. Cada uma dessas causas requer uma forma diferente de proceder. Só nas mãos de um médico, de preferência dentro de um hospital, o melhor tratamento pode ser administrado.
Lembre-se: O melhor lugar para o próximo desmaiado que atravessar o seu caminho é o pronto-socorro mais próximo. Leve-o para lá sem demora. Você poderá salvar uma vida e virar herói!

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Desmaio

02/04/11

Você já desmaiou alguma vez? Viu alguém desmaiar perto de você? Horrível, não é?
Eu tenho um amigo que não pode ver uma gota de sangue nem ouvir sobre casos relacionados com cirurgias, acidentes graves e morte. Ele fica pálido em segundos e procura logo uma cadeira. Se não sair de perto da cena ou da conversa, passa mal e pode até desmaiar.
Afinal, que é o desmaio?
Para começo de conversa, desmaio não é um termo médico. Os médicos usam expressões mais complicadas para dizer a mesma coisa: perda de consciência, síncope, lipotímia e outros nomes ainda mais complicados, mas que significam mais ou menos a mesma coisa: Uma situação que acontece de repente onde a pessoa “apaga” e não se comunica com os que tentam conversar com ela durante segundos ou alguns minutos.
Por que acontece o desmaio?
Por muitas razões diferentes, algumas graves e outras sem grande importância. O desmaio ocorre freqüentemente por motivos emocionais. Por exemplo, um susto, um desgosto muito grande, uma notícia muito ruim ou muito boa. Logo a pessoa volta a si e se recupera plenamente. Um exemplo de motivo mais sério é a queda da taxa de açúcar no sangue, comum nos diabéticos, e que pode trazer conseqüências, graves se não for atendida a tempo.
O que fazer diante de um caso de desmaio?
Em primeiro lugar, manter um pouco de calma e lembrar que na maior parte das vezes o desmaio é provocado por um problema emocional, que passa logo.
Em segundo lugar, sem correria, deitar o desmaiado de lado na cama ou no chão e deixá-lo com a boca e o nariz livres para respirar.
Em terceiro lugar, providenciar sua remoção para um hospital com o mínimo de conforto durante o transporte. Jogar uma pessoa desmaiada no banco de trás de um fusquinha pode ser pior do que deixá-lo onde está e até causar sua morte. É preferível esperar um pouco e transferir a pessoa com melhores condições de transporte.
 Lembre-se: diante de um desmaio, mantenha seu controle emocional cuidando do desmaiado como você acabou de aprender. Não desmaie você também.

Visite meu site www.momentosaude.com.br