Não quero ficar demente

Se você, como eu, não quer ficar demente, perder sua lucidez e independência, e ser um peso para sua família, saiba de alguns fatos que a ciência já comprovou, ainda que muitíssimo esteja por ser revelado e descoberto nos próximos anos sobre o tema. Pouco ainda se sabe sobre o funcionamento cerebral e muito pouco sobre como tratar as doenças do sistema nervoso encefálico.
1-O envelhecimento é um dos principais fatores de risco para a demência, mesmo que para uma pessoa sadia e com bons hábitos. O Alzheimer, que é atualmente a forma mais comum de demência, acomete um de cada cinco indivíduos que passam dos 80 anos de idade. Isso significa que o aumento notável da expectativa de vida alcançado nos últimos 100 anos tem um preço a pagar – o aumento da probabilidade de desenvolver um quadro demencial, quer por Alzheimer, quer por aterosclerose, quer por alcoolismo, quer por outras causas.
2-Uso de drogas ilícitas, sedentarismo, alcoolismo, tabagismo, hipertensão mal controlada, diabetes mal controlado, obesidade e dislipidemia (excesso de gorduras nocivas no sangue, como colesterol e triglicérides) favorecem bastante o desenvolvimento de quadros demenciais. O controle dessas doenças crônicas e um estilo de vida saudável, com exercícios regulares e controle do peso, pode prevenir a demência.
3-Um estudo americano muito interessante revela que, isoladamente, a atividade física regular é o fator de prevenção do Alzheimer mais eficaz. A Clínica Mayo, nos Estados Unidos, recomenda para todas as pessoas, desde a adolescência, três sessões de 50 minutos de exercícios leves ou moderados por semana, coisa que está ao alcance de quase todas as pessoas.
4- O hábito da leitura, o estudo constante (de um idioma, de uma nova profissão, por exemplo) e novos desafios ou projetos, previnem a demência. Pessoas que não leem ou que não têm projetos de vida têm muito mais chance de desenvolver um quadro demencial.
5-O bom relacionamento social e afetivo com a família, amigos, profissionais, vizinhos, enfim, com as pessoas que nos cercam, diminui a chance de isolamento social e depressão, que são outros fatores significativos para o desenvolvimento de quadros psiquiátricos demenciais.

Visite www.momentosaude.com.br
Visite www.minhashistorinhas.art.br

Deixe um comentário