dezembro, 2011

Alco√≥latra √©…

24/12/11

Se eu perguntasse a você o que é um alcoólatra, o que você responderia? Alguém que bebe muito? Então eu perguntaria: muito, quanto? Ou alguém que é viciado em bebida? Eu perguntaria: o que é ser viciado em bebida? Qual a linha vermelha que separa o vício do hábito? Então talvez você dissesse: alcoólatra é aquele que bebe todos os dias. Eu novamente o perturbaria perguntando: alguém que toma um cálice de vinho todos os dias é alcoólatra? Aí talvez você brigasse comigo por causa de minha chatice.
Na verdade, definir um alco√≥latra √© muito dif√≠cil. N√£o se define um alco√≥latra com n√ļmeros. T√£o dif√≠cil √© definir o alcoolismo que hoje em dia n√£o se fala mais em alco√≥latra, mas em dependente qu√≠mico, o que tamb√©m n√£o ajuda nada. √Č s√≥ um nome menos feio para o mesmo problema.
Alco√≥latra, dito de modo muito simples e imperfeito, √© o indiv√≠duo, adulto ou crian√ßa, homem ou mulher, que tem sua vida f√≠sica, emocional ou social de alguma forma prejudicada pela bebida. Se a pessoa bebe t√£o pouco que seu corpo n√£o se prejudique, mas tem seu comportamento alterado ao ponto de prejudicar seu trabalho, sua fam√≠lia ou seus relacionamentos, isso pode ser definido como doen√ßa: Alcoolismo. Se a pessoa s√≥ tem as conseq√ľ√™ncias f√≠sicas da bebida, ainda que n√£o tenha o seu comportamento alterado nem perturbe qualquer pessoa, evidentemente que isso tamb√©m √© doen√ßa ‚Äď alcoolismo.
Mesmo para o meio m√©dico √© dif√≠cil identificar um alco√≥latra. Na verdade, muitas pessoas s√£o alco√≥latras e n√£o o sabem. Nem sua fam√≠lia e seus amigos o sabem. O alco√≥latra em geral precisa da bebida para viver, n√£o pode ficar sem ela. Ele precisa do √°lcool para se alegrar e para superar seus medos, sua timidez, suas frustra√ß√Ķes e suas ansiedades.
O alcoólatra não consegue sair do alcoolismo sem ajuda de jeito nenhum. Se você conhece alguém que se enquadra de alguma forma na precária conceituação de alcoolismo que foi citada, ofereça ajuda. O alcoólatra pode sair do buraco em que se encontra só pelas mãos amigas que lhe são estendidas. Ofereça-lhe as suas.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Julgamento

18/12/11

Hoje pedirei sua ajuda para julgar dois homens. Voc√™ passa a ser agora o tribunal popular que vai dizer se algum dos dois homens que vou apresentar √© culpado do crime de prejudicar sua pr√≥pria sa√ļde. Preste aten√ß√£o para julgar com justi√ßa porque a pena √© a cadeira el√©trica. Seu julgamento servir√° de base para os cuidados com a sa√ļde de toda a humanidade.
Pedro tem 45 anos. √Č contador. Ele √© gordo e n√£o faz qualquer esporte. Come muito sandu√≠che e bebe muito refrigerante. N√£o come nada diet, s√≥ com a√ß√ļcar. N√£o gosta de bebidas alco√≥licas nem de cigarro. Raramente vai ao m√©dico porque n√£o gosta do que ele fala a respeito de seu colesterol, seu √°cido √ļrico e seu excesso de peso. Na verdade, Pedro odeia os m√©dicos por causa de suas prescri√ß√Ķes, que ele nunca segue. Pedro tem press√£o alta, mas n√£o toma rem√©dios e √© muito nervoso. Est√° sempre suando agitado. Quando tira f√©rias, passa todo o tempo comendo ou dormindo. No seu tempo livre ele assiste √† televis√£o e come pizza. Andar a p√©, nem pensar. S√≥ de carro.
Celso tem 50 anos. Procura manter o peso ideal comendo frutas, verduras, legumes e carnes magras. Ele faz esporte tr√™s vezes por semana. Vai ao m√©dico para um “check-up” uma vez por ano. Sempre que o m√©dico identifica algum problema, ele segue √† risca as prescri√ß√Ķes e dietas. Seu colesterol √© normal. Celso tem um trabalho dif√≠cil e estressante, que ele procura n√£o levar para casa. Ele √© advogado. Nas horas livres ele sai para longas caminhadas com amigos ou parentes. Gosta de viajar e de tomar um copo de vinho diariamente no jantar. Em ocasi√Ķes especiais, bebe um pouco mais, nunca em excesso. Toda noite antes de dormir Celso fuma seu cachimbo ‚ÄĒ √© o seu “hobby”.
Voc√™ ouviu as hist√≥rias de Pedro e de Celso. Voc√™ √© o juiz agora. Condene √† pena de morte aquele que voc√™ julgar ter atentado contra a pr√≥pria sa√ļde. Ponha as duas m√£os em sua consci√™ncia e julgue com equidade. Pedro √© culpado? Celso √© culpado? Voc√™ decide.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Bebida alcoólica, um velho dilema

04/12/11

João é inimigo do álcool. Em sua casa é proibido entrar qualquer bebida alcoólica. Seu zelo é tão grande que ele é contra até mesmo a cerveja sem álcool. Só porque ela se chama cerveja e lembra o álcool. Sempre que pode, João fala contra o álcool e cita os piores exemplos de pessoas que estragaram suas vidas por causa do álcool. João e sua família vão a uma igreja cujos líderes pensam do mesmo jeito. E servem suco de uva no serviço de Santa Ceia. Nenhum de seus amigos bebe. João é filho de um alcoólatra.
José, por outro lado, não vê problema nas bebidas alcoólicas. Ele bebe alguma coisa de vez em quando. Sempre pouco. Nunca ficou embriagado. Em casa ele serve bebidas a seus amigos e a seus filhos maiores, sempre no mesmo espírito de moderação. Ninguém bebe demais em casa. José gosta de beber. Além do prazer que tem com o gosto de algumas bebidas, ele fica um pouco mais solto e mais alegre quando bebe. José nunca dirige quando bebe, ainda que seja pouco. O pai de José era mais ou menos como ele, bebia pouco.
Ant√īnio tamb√©m gosta de beber, mas n√£o conhece limites. Fica freq√ľentemente b√™bado e envergonha sua mulher e seus filhos. Ele dirige embriagado e j√° causou mais de um acidente grave. Ant√īnio bebe diariamente e n√£o pode ficar sem uma bebida. Se n√£o tiver bebida em casa ele sai para comprar, sen√£o ele n√£o consegue dormir nem trabalhar. √Č um alco√≥latra. O m√©dico j√° o proibiu de continuar bebendo porque seu f√≠gado est√° com uma hepatite cr√īnica, evoluindo para cirrose. O pai de Ant√īnio era alco√≥latra como ele.
Você ouviu as histórias de três homens diferentes. Estou certo de que você conhece pessoas assim, com outros nomes. Com quem você se identifica? Quem você acha que está certo em seu comportamento?
O √°lcool tem sido motivo de muita pol√™mica nos √ļltimos mil√™nios. N√£o somos os primeiros a pensar sobre ele. Importa refletir com cuidado sobre o √°lcool, seus benef√≠cios e seus males, antes de se tomar uma posi√ß√£o. Pense nisso!

Visite meu site www.momentosaude.com.br