maio, 2011

Fumar dá câncer

14/05/11

Ricardo tem 45 anos e está com câncer de pulmão. Tem esposa e quatro filhos adolescentes. Dificilmente vai ficar curado porque o câncer está muito avançado. Ele já passou por cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Provavelmente viverá só mais alguns meses, com grande sofrimento para ele e para os que gostam dele, seus amigos e parentes. Que pena! Coitado do Ricardo! Ele vai morrer e sabe disso.
Você sabe por que ele tem esse câncer? Porque fuma desde os quinze anos de idade. Só por isso. Não há outra explicação. O cigarro é a causa de sua doença e de seu sofrimento. Hoje ele sabe disso e se arrepende, mas… tarde demais.
O câncer de pulmão é uma doença gravíssima e pode matar. É uma das causas de morte mais comuns em homens e mulheres em todo o mundo. No entanto, o câncer de pulmão é frequente somente entre os fumantes. Os que não fumam raramente são vítimas dessa forma de câncer. Diversas outras doenças ocorrem preferencialmente em fumantes: osteoporose, câncer de boca, câncer de laringe, câncer de língua, câncer de esôfago, câncer de bexiga e vários outros. Também as doenças do coração, do cérebro e dos pulmões.
Ricardo tem apenas 45 anos de idade e está morrendo de câncer de pulmão por causa do cigarro. Ele gostaria muito de passar esta lição dolorosa para seus quatro filhos, mas eles já aprenderam a fumar e no fundo não acreditam que a doença do pai possa atingi-los da mesma forma. Como todos os adolescentes, eles acham que são invulneráveis. Ricardo pensava do mesmo modo quando era adolescente.
Na verdade, quanto mais cedo se aprende a fumar, mais difícil fica deixar o cigarro. É justamente por isso que as grandes companhias de cigarros envenenam os jovens com suas propagandas sedutoras. Preste atenção e veja que as propagandas mais bonitas e sofisticadas são as dos cigarros.
Não jogue sua vida fora como o Ricardo. Pare de fumar e não permita que seus filhos fumem.
O Ministério da Saúde e toda a comunidade científica advertem: o cigarro faz muito mal à saúde. Não fume.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Fumar faz mal à saúde

08/05/11

“O Ministério da Saúde adverte: fumar faz mal à saúde.” Você já leu isto em jornais e revistas, já ouviu no rádio e já viu na televisão, com poucas variações. Toda vez que se faz a propaganda de uma marca de cigarro, aparece junto um aviso deste tipo. Você sabe por quê? Porque está cientificamente provado que os fumantes vivem menos que os não-fumantes. Além disto, sofrem de várias doenças que não só encurtam a vida, mas diminuem a sua qualidade. Pressão alta, câncer de pulmão, câncer de bexiga, infarto do miocárdio, derrame cerebral, arteriosclerose, bronquite asmática, enfisema pulmonar e inúmeras outras doenças graves. Quem não fuma pode ter estas doenças também, mas elas atingem muito, muito mais aos fumantes.
Por força de lei, de alguns anos para cá, as companhias produtoras de cigarros são obrigadas a avisar que o hábito de fumar faz mal à saúde. Elas o fazem de má vontade e com letras muito pequenas, mas são obrigadas. Esta é a razão da advertência do Ministério da Saúde que você encontra todos os dias.
Você fuma? Então saiba que o hábito de fumar realmente faz mal. A advertência do governo não tem caráter moralista, mas apenas científico e econômico. Científico porque está mais do que provado por diferentes cientistas de todo o mundo que o cigarro faz mal à saúde; e econômico porque os gastos de todos os governos do mundo com os cuidados com os fumantes são extraordinariamente altos. Apesar de os governos arrecadarem muito com os impostos sobre os cigarros, as despesas que têm com as internações e tratamentos dos fumantes é muito maior.
Fumar pode ser agradável para algumas pessoas, pode acalmar, pode ser uma espécie de muleta emocional para outros, mas faz mal à saúde. E faz mal não somente aos fumantes, mas aos que convivem com os fumantes, tanto no trabalho como em casa. São os chamados fumantes passivos, adultos e crianças.
Fumar faz muito mal à saúde de quem fuma e de quem está perto de quem fuma. Pare de fumar imediatamente. Além disso, fumar está completamente fora de moda.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

A higiene e a beleza

01/05/11

Você já viu, com certeza, uma pessoa extremamente suja, cheirando mal, com aparência horrorosa, cabelos imundos, sem dentes e com a roupa esfarrapada. Infelizmente, são muitas as pessoas assim em nosso pobre país e em outros países com desigualdades sociais muito grandes. Alguns desses miseráveis são mendigos. Outros são malucos. De qualquer modo, vivem uma vida sem qualquer dignidade. E sem higiene. Perambulam pelas ruas, dormem debaixo das marquises, procuram comida no lixo e misturam-se com os animais. São seres humanos como você e eu, mas não compartilham da mesma dignidade humana.
Você também já viu uma pessoa bem vestida, com todos os dentes branquinhos na boca, com os cabelos bem arrumados, limpa e perfumada.
Se você tivesse que escolher entre abraçar e beijar uma ou outra, qual delas você iria preferir? O miserável imundo ou o outro? A beleza ou a feiúra? O sujo ou o limpo?
Estou absolutamente certo de que você escolheria instintivamente a pessoa limpa. Sabe por quê? Porque nossos olhos gostam do belo. Também nossos narizes e nossas mãos e bocas. Na sujeira não existe qualquer beleza.
Higiene é isto: evitar a sujeira e procurar a limpeza. Isto se aprende desde pequeno em casa e na escola, com os pais e os professores. Lavar as mãos antes de comer e depois de usar o banheiro, tomar banho, pentear os cabelos, escovar os dentes, trocar as roupas sujas por roupas lavadas, usar desodorante… tudo isto é higiene e tem muito a ver com a saúde e a beleza. Na sujeira estão os germes que transmitem doenças. A higiene é o contrário disto: elimina os micróbios e preserva a saúde.
Você talvez esteja pensando: o pobre não tem como ter boa higiene, só o rico. Não é verdade. Alguém pode ser muito pobre e ter higiene, mas também pode ser filho de um milionário, mas sujo e doente. A pobreza não é irmã da falta de higiene, mas sim da ignorância.
A higiene está ao alcance de todos e todo mundo gosta.
Além disso, feliz ou infelizmente, o mundo trata muito melhor aqueles que têm higiene.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Lavar as mãos faz sentido

01/05/11

Faz mal comer com as mãos sujas? Lavar as mãos com água e sabonete, antes das refeições, tem algum valor prático ou é apenas um costume sem sentido ensinado a nós desde pequenos? Seria o ato de lavar as mãos apenas um ritual desprovido de importância médica como tantos outros?
Na verdade, comer com as mãos sujas não é bom por duas razões principais:
Primeira razão: a sujeira, com sua aparência e o seu cheiro desagradáveis, não é bela. Ou você é capaz de ver alguma beleza no que é sujo? As mãos sujas incomodam àqueles que as veem durante as refeições porque transmitem a ideia de falta de higiene pessoal, desleixo, pouco caso e preguiça. Comer com as mãos sujas causa uma profunda má impressão às pessoas civilizadas em qualquer cultura.
Segunda razão: a sujeira tem microrganismos que você não vê, mas que estão lá em grande número e podem causar doenças. São os chamados micróbios —bactérias, fungos, vírus e protozoários — nomes complicados que traduzem o mesmo significado: são seres vivos muitíssimo pequenos que podem carregar doenças até graves, como salmonelose, que causa diarreia, hepatite, verminoses várias, e outras tantas doenças.
Lavar as mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro não é um costume sem sentido, mas um hábito que reflete higiene e saúde. Tanto quanto beber água filtrada, lavar as verduras e escolher o arroz.
É evidente que o ato de lavar as mãos se aprende. Observe as crianças pequenas como não ligam para isso. Elas são naturalmente sem higiene e têm que aprender a ser limpas durante muitos anos. Lavar as mãos, como escovar os dentes e tomar banho são coisas que se aprendem desde a infância. É, portanto, necessário que todos os que lidam com crianças tenham o cuidado de ensinar pacientemente os bons hábitos de higiene e saúde, caso contrário elas não os aprenderão.
Se você tem irmãos, filhos ou netos, dê o exemplo e mostre a eles como se faz. As crianças aprendem melhor pelo exemplo do que pelo falatório.
Lembre-se: higiene é coisa boa e bonita. E todo mundo gosta.

Visite meu site www.momentosaude.com.br