março, 2011

Acidentes domésticos

25/03/11

Família reunida em casa no domingo à tarde. Alegria, descontração. Mesa posta, todos, um a um, foram se assentando para o lanche da tarde. De repente, numa fração de segundo, susto e gritos. Isabela, de apenas dois anos, puxou com força a toalha porque não conseguia enxergar o que estava em cima da mesa e o bule de água quente caiu em cima dela queimando seus braços e seu rosto.
Família reunida de novo alguns minutos depois, mas agora no pronto-socorro. Expectativa e apreensão. Queimadura deixa cicatrizes para a vida toda e a Isabela é tão bonita…
Você se lembra de algum caso de queimadura que presenciou ou sofreu? No fogão? Com água quente? Fósforo? Tomando sol na praia? Todo mundo tem alguma experiência com queimaduras. Felizmente, para a maioria foi apenas um pequeno acidente, que não deixou marcas.
A pele pode ser queimada de diferentes modos: Pelo sol, pela água quente, por produtos químicos e de vários outros modos. A pior de todas é a queimadura elétrica, que pode matar ou aleijar gravemente porque a queimadura vai muito além da área de contato com a descarga elétrica.
É muito comum em nosso país que as queimaduras sejam tratadas em casa, geralmente por curiosos que não entendem nada de medicina ou de enfermagem. Você mesmo já dever ter visto tais pessoas em ação, passando pomadas, pó de café, óleos e outros produtos domésticos que geralmente agravam o problema.
Se acontecer um acidente com você ou com alguém de sua família, não erre. Não leve a vítima de queimadura à farmácia e nem deixe que um curioso ponha as mãos nela. Vá a um posto de saúde, pronto-socorro ou  seu médico para fazer o curativo do modo correto e para tomar as vacinas e remédios necessários. Uma queimadura mesmo simples tratada de modo errado pode levar a várias complicações, sem falar nas cicatrizes.
“Prevenir acidentes é dever de todos.” Você já ouviu esta frase muitas vezes. Pense um pouco nela hoje da seguinte forma: “Prevenir queimaduras é dever de todos. Prevenir queimaduras dentro de minha casa é o meu dever.”
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Queimaduras

25/03/11

Final de semana. Domingo ensolarado. Família reunida à beira da piscina preparando o churrasco. Dona Ione tentou pôr fogo no carvão. Soprou, abanou e nada. Desistiu e chamou o marido. Ele pegou a garrafa plástica cheia de álcool, acompanhado pelo filho, e foi à churrasqueira. Espremeu a garrafa de álcool em cima do carvão. Não sabia das brasas escondidas. Foi imprudente. O vasilhame de plástico explodiu e o fogo atingiu os três. Dona Ione, desesperada, correu e pulou na piscina. Ela sofreu poucas queimaduras e ficou logo boa. Seu marido e filho ficaram correndo em círculos, um tentando ajudar o outro, como verdadeiras tochas vivas. Demoraram a pular na piscina. Sofreram queimaduras muito graves e morreram depois de algumas semanas de grande sofrimento. Felizmente, as garrafas plásticas com álcool agora estão proibidas.
Acidentes acontecem e ninguém está livre de um acidente que provoque queimadura. Queimadura solar, queimadura química, queimadura pelo calor ou queimadura elétrica. Você nunca se queimou com água quente? Ou na panela? Ou na fogueira? Ou brincando com fósforo? Dificilmente encontraremos alguém já crescido que nunca experimentou uma queimadura qualquer, mesmo leve.
O acidente aconteceu. Queimadura. O que é certo e o que é errado fazer?
Errado: colocar pomadas, ungüentos, pó de café, pasta de dente, óleos ou quaisquer outros produtos sobre as áreas queimadas.
Certo: lavar com soro ou, se não estiver disponível, com água fria todas as regiões queimadas para aliviar a dor e também para tirar as sujeiras. Só isso.
Todas as vítimas de queimaduras devem ser levadas ao médico porque às vezes é necessário lavar de novo e cobrir os ferimentos. Outras vezes é necessário receitar antibióticos e vacina antitetânica. Outras vezes, ainda, é necessário fazer uma ou várias cirurgias para minimizar as seqüelas e cicatrizes.
Não brinque com fogo e não deixe que seus filhos e amigos brinquem com produtos químicos, fogos de artifício, álcool ou energia elétrica. As queimaduras mais profundas e mais perigosas são as queimaduras produzidas por descargas elétricas. Cuidado!
Você é responsável pelo que acontece dentro de sua casa. No que estiver ao seu alcance, procure prevenir as queimaduras domésticas.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Câncer de mama

20/03/11

Se você é homem e tem mãe, namorada, esposa ou filha, preste atenção. Se é mulher, preste atenção em dobro.
Você sabe qual é o câncer que mais mata a mulher em quase todas as regiões do Brasil? Se você falou câncer do seio, acertou. Câncer do seio ou câncer de mama, como nós médicos preferimos chamar. O câncer de mama continua matando mulheres no Brasil e em vários países do mundo, apesar de toda a evolução da medicina e de todo o processo educacional veiculado na mídia.
Qualquer mulher adulta, de qualquer idade, cor, atividade sexual ou hábito, pode ter o câncer de mama. O risco de ter câncer de mama é maior para quem já teve na família outras mulheres, parentes próximas, com este tipo de problema. É maior também em determinadas regiões geográficas e raças. No entanto, não existe mulher que não pertença ao grupo de risco do câncer de mama. Todas as mulheres adultas, um dia podem desenvolver o câncer de mama.
O que fazer? Duas coisas apenas, mas que podem salvar uma vida:
Primeiro: Toda mulher adulta, não as meninas nem as adolescentes porque o seu risco é insignificante, deve ir no mínimo uma vez por ano ao seu ginecologista para exames de rotina. Estes exames incluem o exame cuidadoso dos seios. Eventualmente, mas não de rotina, exames de imagem podem ser solicitados pelo médico, como ultra-som e mamografia. Se entre uma consulta de rotina e outra aparecer um “caroço” no seio, ou uma inflamação, ou surgir alguma outra anormalidade como saída de sangue, leite ou pus pelos mamilos, a mulher deve procurar, sem demora, um posto de saúde ou seu médico.
Segundo: Toda mulher deve examinar os seus próprios seios pelo menos uma vez por mês. Este exame é fácil; a mulher pode aprender a fazê-lo com seu médico ou com outras mulheres já treinadas por seus médicos. O auto-exame das mamas está sempre sendo divulgado pelos meios de comunicação. É muito simples.
Muito cuidado com o câncer de mama! Trata-se de uma doença muito séria, que pode ser curada quando descoberta a tempo.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

Venenos

20/03/11

O pequeno Davi, de cinco anos, subiu numa cadeira, apanhou o litro de álcool e deu-o para sua irmã de dois anos. Ela abriu a tampa e tomou um gole. Os pais estavam em casa, ouviram o choro repentino e a tosse seca, correram e viram o desastre, este felizmente sem gravidade.
Acontece com muita frequência que uma criança pequena ingira algum medicamento ou produto de limpeza. As estatísticas oficiais mostram que em 90% dos casos o envenenamento ocorre dentro de casa e um dos pais está presente.
Quando os pais perceberem que a criança tomou medicamento, produto de limpeza ou veneno, devem correr para o pronto-socorro e levar também o frasco do produto, pois assim o médico poderá, com maior facilidade, identificar os componentes e estabelecer o tratamento adequado.
A conduta médica nem sempre é a mesma. Muitas pessoas têm a idéia de que se a criança tomou algo que não devia, deve vomitar. Sendo assim, procuram provocar o vômito, o que nem sempre é adequado.
Deve-se levar em consideração, antes de qualquer medida, o que a criança ingeriu, em que quantidade e qual a dose perigosa para o peso da criança.
Quando a remoção do produto for indicada, isto é feito provocando-se o vômito ou por meio da passagem de uma sonda no estômago seguida de lavagem.
O vômito não está indicado quando a criança ingeriu produtos corrosivos, cáusticos, gasolina, querosene e outros. Nestes casos, o vômito aumentaria a possibilidade de maiores lesões na mucosa do esôfago, boca e pulmões.
Quando a criança tiver contato com alguma substância prejudicial, mas não a tiver ingerido, as áreas atingidas, sejam os olhos, boca, mãos ou pés, devem ser lavadas com água corrente. Bastante água. Só isso.
Quando uma criança pequena ingere algum produto nocivo, a única coisa que ela não precisa é de ameaça ou castigo. Ela o faz por absoluta ingenuidade e enorme curiosidade. O erro nunca é dela, mas de quem cuida dela e deixa produtos perigosos ao seu alcance. Portanto, controle-se e procure com calma uma solução rápida se ocorrer um acidente deste tipo perto de você.

Visite meu site www.momentosaude.com.br

Meningite

20/03/11

Meningite significa inflamação das meninges, as membranas que envolvem o encéfalo (mais conhecido como cérebro) e a medula.
Existem várias causas para a meningite. Um vírus, uma bactéria ou mesmo intoxicação por drogas podem causar meningite. Mas, para cada faixa de idade, existe uma causa mais freqüente.
O importante não é saber os detalhes técnicos da meningite, mas os sintomas iniciais da doença, porque assim podem ser tomadas as providências necessárias a tempo.
Atenção para os sintomas da meningite: febre, dor de cabeça e vômito. Mas cuidado, pois febre, dor de cabeça e vômito aparecem também em inúmeras outras doenças de menor gravidade. Ninguém deve se apavorar frente a estes sintomas, mas prestar atenção a outros que podem indicar a maior gravidade do processo, quais sejam:
• Piora rápida. Em poucas horas o paciente fica bastante prostrado;
• Os vômitos costumam ser em jato;
• Não só a cabeça dói, como a nuca fica rígida, ou seja, o doente não consegue encostar o queixo no pescoço;
• Dependendo do tipo da meningite, podem aparecer manchas na pele.
Nem todas as meningites são graves ou deixam seqüelas. A meningite viral, por exemplo, costuma ter boa evolução.
E as vacinas? Existe vacina contra meningite?
Sim. Existe vacina para alguns tipos de meningite. Aqueles causados por certos tipos de bactérias.
As vacinas ajudam, mas não resolvem todos os problemas.
Os técnicos da saúde sabem, por exemplo, o tipo de bactéria mais comum causadora de meningite em crianças abaixo de cinco anos. Por isso, em países como os Estados Unidos, as crianças são vacinadas de rotina contra esta bactéria. Há vacinas para outros tipos de meningite, mas são usadas apenas quando há risco de uma epidemia e o efeito de proteção dura apenas um ano.
Os casos de meningite aumentam no inverno, pois com o frio as pessoas tendem a se aglomerar em locais fechados.
Fique, portanto, atento e sempre que necessário, ou em dúvida, procure um posto de saúde ou seu médico.
Lembre-se: Nem toda febre, dor de cabeça e vômito significam meningite, mas diante desses sintomas, fique de olho. Meningite tem cura.
Visite meu site www.momentosaude.com.br

O melhor leite do mundo

13/03/11

O melhor leite do mundo para o ser humano é o leite materno. Ele é mais facilmente digerido e absorvido pelo aparelho digestivo da criança.
Toda mãe sabe ou deveria saber que o colostro é o primeiro leite que a criança mama. É aquele leite esquisito dos primeiros dias, que nem parece leite. Ele é mais aquoso e rico em proteínas, passando anticorpos para a criança, que previnem várias doenças, como a gripe. Diferente do colostro, o leite formado na parte mais distante do bico do seio é mais rico em gordura e mais amarelado. Estas variações nenhum outro leite oferece e não devem ser interpretadas como leite fraco ou forte. O leite materno é sempre bom, portanto não existe essa história de leite materno fraco ou forte. A questão é se a mãe produz leite em quantidade suficiente para satisfazer a necessidade da criança. Ou seja, o suficiente para que ela ganhe o peso esperado.
A criança deve mamar com certos intervalos. Os intervalos das mamadas podem variar. O que não pode é a mãe oferecer o peito a cada vez que a criança resmunga. Desta forma, a criança mama a prestações, nunca se satisfaz, e pior, a mãe não consegue tempo para repor o leite que a criança precisa.
Para a produção do leite a mãe usa material estocado em seu organismo. Portanto uma mulher bem nutrida tem condições de amamentar seu bebê. Deve comer normalmente durante o período de amamentação e ingerir bastante líquido.
A ansiedade pode determinar a menor produção de leite.
Após o parto, dependendo da quantidade de contrações que a mãe teve, o leite pode demorar de três a cinco dias para “descer”. Neste intervalo a criança tem condições de satisfazer às suas necessidades só com o colostro e quanto mais sugar o seio, mais estimulará a produção do leite.
Deixe para o pediatra a decisão de introduzir qualquer complemento ao leite, porque ele o fará sem emoções.
Acredite na amamentação. Em geral, não existe motivo para a mãe não ter leite. O leite materno é a forma mais natural de alimentar um bebê.

Visite a minha página www.momentosaude.com.br

Dor de cabeça

13/03/11

Quando se fala em dor de cabeça, logo se imagina um adulto sofrendo de incômodas dores de cabeça. Afinal, quem nunca teve uma dor de cabeça? Ocorre que a dor de cabeça também acomete crianças e é mais comum nelas do que se pensava antigamente.
Dor de cabeça em criança ocorre associada a infecções, alergias, traumas, problemas de vista ou a doenças mais graves com aumento da pressão dentro do crânio, como nos tumores cerebrais, que não são raros na infância. Crianças podem, também, ter dores de cabeça relacionadas com problemas de ansiedade e depressão.
Crianças podem ter enxaqueca? A resposta é sim. Enxaqueca é relativamente comum na infância e na adolescência, em especial quando há casos de enxaqueca em outros membros da família.
Dores de cabeça em crianças podem ser causadas pela febre resultante de uma variedade de doenças provocadas por vírus, sendo o vírus da gripe o mais comum. Mas também catapora, sarampo, hepatite, rubéola, caxumba e outros.
Sinusite é outra doença causadora de dor de cabeça em crianças, mas em geral acomete crianças acima de sete anos de idade.
Problemas de visão são outro motivo para dor de cabeça. Estes problemas nem sempre são percebidos pelos pais, por isso é importante levar as crianças ao oculista para consultas de rotina, mesmo que não haja qualquer queixa. O oculista ou oftalmologista pode saber se há problemas de visão até num recém-nascido.
Ansiedade e depressão são cada vez mais comuns em nosso meio. A criança tende a repetir o comportamento familiar e desenvolve queixas semelhantes às que ela ouve em casa, para chamar a atenção. Dor de cabeça pode ser um sinal de que a criança precisa de ajuda no plano emocional.
Sinusite, alergias, enxaqueca, infecções e febre são algumas das causas de dor de cabeça nas crianças. As causas são variadas, por isso quando a dor de cabeça for uma queixa freqüente ou importante, procure ajuda médica.
Preste atenção às dores de cabeça dos seus filhos, mas não se desespere, pois eles ainda vão dar-lhe muita dor de cabeça e você vai ter saudades de algumas delas no futuro.

Visite a minha página www.momentosaude.com.br

Para que serve a próstata?

13/03/11

Muitas pessoas pensam que próstata é o nome de uma misteriosa e terrível doença masculina. Alguns têm os mesmos arrepios ao ouvirem pronunciada a palavra próstata que quando ouvem a palavra câncer. Ou AIDS. Na verdade, próstata é o nome de uma glândula, um órgão do corpo humano, e não o nome de uma doença.
A próstata é um órgão que só os homens têm, assim como só as mulheres têm útero.
Você sabe para que serve a próstata?
Para ajudar a produzir o esperma. Logo, ela serve para a reprodução, isto é, para gerar filhos. Não tem nada a ver com a potência sexual. A próstata produz o líquido seminal, juntamente com as vesículas seminais. Este líquido é responsável pela nutrição e sobrevivência dos espermatozóides.
Você tem idéia de onde fica a próstata?
Fica logo abaixo da bexiga, atrás do osso da bacia chamado púbis. É um órgão pequeno, do tamanho de uma bolinha de pingue-pongue no adulto jovem.
Todo homem tem ou deveria ter a preocupação de preservar a saúde de sua próstata. Como fazer isto?
Indo ao médico urologista todos os anos a partir dos 45 ou 50 anos de idade. Não há outra coisa a fazer. Dietas, bebidas, sexo de qualquer tipo e quantidade, doenças venéreas, remédios, promiscuidade… nada disso tem a ver com a saúde da próstata. Qualquer homem, não importam seus hábitos ou seu passado, tem que começar a se preocupar com sua próstata a partir dos 45 anos mais ou menos.
Por quê?
Porque como qualquer outro órgão do corpo humano, a próstata envelhece. Ao envelhecer ela cresce e começa a dificultar a saída da urina. Envelhecendo ela também pode desenvolver o câncer, que é o câncer mais freqüente do homem, assim como o câncer de mama é o mais frequente da mulher. Depois dos 45 anos mais ou menos todas as próstatas começam a apresentar alterações, que com o passar do tempo se acentuam, promovendo doenças em cerca de quatro em cada dez homens.
Procure informar-se e conhecer a sua próstata.
Lembre-se: As doenças da próstata têm cura. Até mesmo o câncer.

Visite a minha página www.momentosaude.com.br

Obesidade é doença

05/03/11

Quem é gordo de vez em quando se sente pressionado pelos amigos e parentes a fazer regime para emagrecer e desabafa: “Qual é o problema em ser gordo? O Jô Soares não é gordo e feliz? O mundo não está cheio de gordos de bem com a vida?”
Na verdade, há muitos problemas em ser gordo, mesmo sendo feliz.
Em primeiro lugar, os problemas físicos. Os gordos sofrem mais que os magros de diversos problemas de saúde: colesterol alto, infarto, diabetes, artrose, insuficiência cardíaca, varizes e várias outras doenças. Tais problemas de saúde podem não só encurtar a vida, mas principalmente reduzir sua qualidade e o prazer de viver.
Em segundo lugar, os problemas sociais. Não é em qualquer lugar que um gordo pode entrar ou freqüentar. Às vezes não há espaço para ele ou ela na loja, no brinquedo, na poltrona, no elevador. Comprar roupa é difícil. Pior de tudo, o gordo é o alvo predileto das brincadeiras e piadinhas.
Em terceiro lugar, os problemas emocionais. Complexos, medos, inseguranças, depressão, baixa auto-estima, dificuldade de auto-aceitação, problemas sexuais… Uma mocinha adolescente gorda, por exemplo, não se aceita como é. Não arruma namorado, não vai à piscina, tem vergonha de usar biquíni… Ser gordo hoje em dia é estar completamente fora de moda!
O que fazer?
Em primeiro lugar, procurar um médico para ver se não se trata de alguma doença orgânica. Se não for doença, então é alimentação errada, com calorias demais, e falta de exercícios físicos. A maioria dos gordos não tem problemas de glândulas endócrinas ou outras doenças físicas, e sim de disciplina alimentar.
Em segundo lugar, modificar sob orientação médica muitos dos hábitos de vida. O excesso de peso é um problema causado por desarranjos mentais tanto quanto físicos. Às vezes, para ficar curada, uma pessoa obesa precisa mudar todo o seu estilo de vida. Precisa de um psicanalista porque seus distúrbios emocionais são a causa básica de sua obesidade.
O lado bom de todas esta discussão é que quase todos os casos de obesidade têm tratamento e ficam curados. O próximo a ser curado pode ser você!

Visite meu site: www.momentosaude.com.br